Morre o histórico líder sindical Raphael Martinelli

Compartilhe agora


Morreu neste domingo (16), aos 95 anos, o histórico líder sindical dos ferroviários Raphael Martinelli, paulistano do bairro da Lapa, em São Paulo, começou a trabalhar desde cedo como ferroviário.

Militante do PCB desde os anos 40, Martinelli foi tornou-se um conhecido líder sindical ferroviário e, no inicio dos anos 1960, membro da direção do Comando Geral dos Trabalhadores (CGT). Perseguido e cassado pela ditadura, aderiu à Aliança Libertadora Nacional (ALN) de Carlos Mariguella.

Preso e torturado, Martinelli foi anistiado em 1979 e participou ativamente da fundação do Partido dos Trabalhadores (PT). Nos últimos anos, colaborou intensamente para os trabalhos da Comissão Nacional da Verdade.

LEIA TAMBÉM:

Em nota, PT afirma que “Bolsonaro tem sim de explicar suas ligações e de sua família com o mundo do crime”

O diretório da Lapa do PT, onde Martinelli militava, divulgou nota de pesar e solidariedade à família do histórico militante, que dedicou a vida pela emancipação dos trabalhadores.

O velório de Raphael Martinelli será no Hospital Premier, próximo à estação Morumbi da CPTM.

*As informações são da Agência PT de Notícias