Municípios catarinenses compram vacina da Coronavac via Instituto Butantan

Compartilhe agora

Na falta de governo e omissão de Jair Bolsonaro, prevalece no país a máxima segunda qual cada um por si e Deus para todos.

No entanto, há aqueles que se unem para superar a desídia e procrastinação de Bolsonaro acerca da vacinação em massa no Brasil.

A Fecam (Federação Catarinense de Municípios), por exemplo, irá firmar nesta quinta-feira (10), às 15h, um protocolo de intenções com o Instituto Butantan.

Os 295 municípios catarinenses querem adquirir doses da vacina Coronavac com o Instituto Butantan e driblar a preguiça e a vigarice do governo Bolsonaro.

O acordo será assinado no Centro Administrativo do Butantan, localizado à Avenida da Universidade, 210, zona oeste da capital paulista.

Vigarice do governo Bolsonaro em relação à pandemia chama atenção do mundo

Bolsonaro zera alíquota da importação de armas de fogo enquanto os brasileiros pedem vacina contra a covid-19

Bolsonaro procrastina vacinação porque quer ainda promover a cloroquina